Saiu o nome da atriz selecionada para viver Kara Zor-El, a Supergirl na adaptação para TV! Ela é Melissa Benoist, conhecida por sua participação na segunda fase de Glee.

melissa-benoist-at-whiplash-premiere-in-beverly-hills_2

 

 

De acordo com o The Etertainment Week.

O drama de uma hora, que segurou a produção de meia temporada, centra-se em Kara Zor-El, a prima do Superman, que nasceu no planeta Krypton e escapou de sua destruição anos atrás. Benoist vai enterpretar Kara, que depois de chegar à Terra é acolhida por uma família adotiva, os Danvers, que a ensinam a ser cuidadosa com seus poderes extraordinários (que ela divide com seu famoso primo, Super-Homem).

Agora aos 24 anos, Kara sente-se sem poder, escrava por reprimir seus poderes naturais. Com o rosto Escondido atrás de óculos e os cabelos presos, ela não sabe o quão bonita é. Um desastre inesperado a força a utilizar seus poderes em public. Energizada pelo seu ato heroic, pela primeira vez na sua vida, Kara começa a abraçar suas habilidades extraordinária. Ela começa a ajudar pessoas em sua cidade e logo se torna notícia – e ganha um novo nome: Supergirl.

Particularmente minha sensação com essa série é um mix de cautela e empolgação. Junto com Jessica Jones, em Alias, Kara será a primeira super-heroína a ganhar uma série de televisão só dela nessa nova leva de séries de super-heróis. Algumas semanas atrás foi anunciado que Vixen, super-heroína negra da DC, ganharia uma série animada. Levantei alguns questionamentos sobre porque animada, porque não uma série Live Action e é difícil não pensar que a etnia da personagem pode ter a ver com a decisão (até porque Super-choque também não vai para a tela de televisão, mas para uma web-série).

Superconfident melissa-benoist-021

Nunca assisti a série de televisão da Supergirl da década de 80, li bastante coisas positivas sobre ela, e a escolha da atriz me parece de veras interessante. Lembro de vê-la em alguns episódios de Glee e achar que a moça tinha potencial e, mais recentemente, ela faz uma participação pequena mas interessante em Whiplash (2014). Vale lembrar que, apesar de magrinha, a atriz sai do padrão gostosona-loira que normalmente é atribuído à Supergirl. Ainda é cedo para dizer se ela vai ficar loira ou não para o papel, ou se vão fazer um grande alarde sobre isso como aconteceu com Emma Stone como Gwen Stacy, mas simpatizei com a escolha da atriz. Acho que ela pode conseguir trazer um peso de atuação ao papel.

Falta agora saber quantas mulheres estão na equipe de criação – e se a série vai ser tão inclusiva por trás da tela quanto o projeto é do lado de fora.

É sempre bom ver esse tipo de notícia, sobre personagens ganhando espaços e tudo mais. 😉

E aí? Animaram?

%d blogueiros gostam disto: