Na semana passada, que foi meio caótica por aqui por razões de computador na assistência técnica, tiveram várias notícias que eu acabei optando por não comentar já que escrever tudo do celular é tenso. Por isso fiz essa listinha de Coisas que aconteceram e que foram legais – ou não.

 

Disney anuncia primeira princesa latina!

Elena de Avalor será apresentada em um episódio do desenho Princesa Sofia, do Canal Disney Channel, em 2016, e servirá de introdução para a personagem que logo depois ganhará sua própria série. Elana de Avalor será exibida em 154 países, em 25 idiomas.

Captura de Tela 2015-02-01 às 14.11.15

Em tempos de – finalmente – maior representação da parcela latina da comunidade norte-americana, esse é mais um passo importante dos grandes conglomerados de mídia de tentar abocanhar uma parcela um pouco maior dos consumidores e, claro, dar às crianças latinas uma personagem com quem realmente se identificam na tela. o/

 

Women of Marvel

Março vai trazer para as capas da Editora Marvel um mundo de desenhistas mulheres. O Evento, conhecido como Women of Marvel, foi anunciado durante a New York Comic Con do ano passado, e vai trazer 21 desenhistas para 21 revistas da editora. Oito capas já estão disponíveis, dentre elas essa maravilhosa Thor, pelas mãos de Stephanie Hans. Você pode olhar todas as outras sete, e descobrir quais são os outros títulos e artistas no The Nerdist.

thor A iniciativa é muito importante para a inclusão de mais desenhistas mulheres no elenco de artistas da editora mas, por mais legal que seja um mês inteiro só com minas, que esse seja só mais um passo para aumentar a parcela de participação feminina na parte criativa da editora. Esperaremos muito mais. 😉

 

Obituário Machista para Escritora e Cientista de Sucesso

Nem só de coisas legais a semana passada foi feita. A escritora e Neurocientísta Australiana, Colleen McCulough, que publicou vinte e cinco livros durante sua vida, dentre eles o best seller The Thorn Birds, teve que aturar até na morte o machismo do jornal que publicou seu obituário.

“COLLEEN Mc Culough, Autora Best Seller da Australia, era encantadora. Pessoa grande, e com certeza acima do peso, ela era, apesar de tudo, uma mulher perspicaz e acolhedora. Em uma entrevista ela disse “Eu nunca me interessei por roupas e aparência, e o interessante é que eu nunca tive nenhum problema em atrair homens.”

cosima-orphan-black

Uma rede de revolta e represarias se espalhou pela internet ao redor do mundo e gerou o hashtag #MyOZobtuary, em que celebridades e desconhecidos faziam as versões de seus próprios obituários pelo jornal. Dentre os que aderiram ao hashtag está Neil Gaiman e a escritora Jessica Valenti,

Que toda a indignação que o obituário criou sirva para saírmos dessa notícia de merda com um sentimento de que ainda há esperança na humanidade. 

Orphan “Wars” Black

Tatiana Maslany parece ter faturado o papel principal no primeiro filme Spin-Off de Star Wars que a Disney vai produzir. Se você não tem idéia de quem Tatiana é, corre pro Netflix e vai maratonar Orphan Black. Na Série, Tatiana vive cinco personagens diferentes e dá um show de interpretação. Além disso, a série é MUITO BOA.

 

Como fã de Star Wars fico um pouco aliviada com a notícia, já que antes falava-se em um spin-off sobre a juventude de Han Solo – e eu realmente não quero ver isso. Nem um fio de cabelo no meu corpo inteiro quer ver outro ator interpretar o Han Solo novo quando, quarenta anos atrás, Harrison Ford já fez isso. E, óbvio, é sempre foda ver personagens femininas como protagonistas.

 

Garotinha escreve carta mandando a real para a DC: Garotas também gostam de super-heróis.

Rowan, uma menina norte-americana de onze anos, resolveu escrever para a DC cobrando mais filmes, mais personagens e mais bonecos com meninas. O site Pac Mãe (que é muito legal, aliás) traduziu a cartinha.

 

Querida DC Comics,

Meu nome é Rowan e eu tenho 11 anos de idade. Eu amo super-herois e venho lendo quadrinhos e assistindo desenhos e filmes de super-heróis desde que era muito nova. Eu sou uma menina, e estou aborrecida porque não existem muitos super-heróis meninas, ou filmes e quadrinhos da DC.

Eu ganhei alguns Justice League Chibis como presente de aniversário. Eu percebi no folhetinho que só existem 2 Chibis meninas e 10 meninos. E o background desses bonecos meninas era todo roxo e rosa.

Eu me lembro de assistir desenhos da Liga da Justiça enquanto muito nova com meu pai. Existem filmes do Superman e do Batman, mas não um da Mulher Maravilha. Você tem um seriado do Flash, mas não um da Mulher Maravilha. A Marvel fez um filme sobre uma árvore falante e um guaxinim incrível, mas vocês não fizeram um filme com a Mulher Maravilha.

Eu realmente gostaria de uma action figure da Hawgirl ou da Mulher Gato, ou alguma das meninas do seriado Young Justice, por favor. Eu adoro seus quadrinhos, mas eu os adoraria muito mais se houvessem mais meninas.

Eu perguntei a várias pessoas que conheço se eles assistiram filmes ou leriam livros e quadrinhos se mulheres fossem as protagonistas, e todas elas disseram que sim.

Por favor, façam algo sobre isso. Meninas lêem quadrinhos também, e elas se importam.

Sinceramente, Rowan.

É interessante ver meninas pequenas se envolvendo com as cobranças, se dando conta de que tem alguma coisa de muito errada no mundo em que meninas que gostam de quadrinhos precisam suar muito até encontrar um produto que as represente. Rowan, estaremos de olho junto com você.

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: