Faz um tempo eu vinha acompanhando de longe um quadrinho chamado LUMBERJANES, ele sai lá fora pela BOOM! Studios, a mesma de Bee and Puppycat e Adventure Time. Aí resolvi realmente sentar e ler essa mini-série que eu espero que dure para todo o sempre da eternidade. <3

Lumberjanes02

Muito bem escrita por Grace Ellis e Noelle Stevenson, e desenhada à perfeição por Brooke Allen, Lumberjanes narra as aventuras de 5 melhores amigas durante o tempo que passam numa colônia de férias para meninas. Lá elas lutam contra coiotes de três olhos, yetis, estreitam os laços de amizade e fazem descobertas pessoais – tudo de uma maneira divertida e empoderadora. O lema da revista é “Friendship to the max!” algo como “Amizade ao máximo!” Então você já sabe o que esperar!

lumberjanes-featured-image

Um dos detalhes de Lumberjanes que me chamou atenção foi a diversidade de tipos físicos e étnicos no design das personagens. Altona, baixinha, gordinha, branca, latina, ascendência árabe, a chefe de acampamento das meninas é negra – Lumberjanes tem tudo. É difícil ver personagens femininas desenhadas com uma variedade de personalidades e de tipos físicos nos quadrinhos (e nos desenhos, e nos live actions…¬¬), elas normalmente são magras e estereotipadas. É muito legal ver essa pluralidade numa história com garotas protagonistas, e que atinge um público bem variado.

Screen Shot 2014-11-11 at 11.08.57 PM

Outra coisa legal em Lumberjanes é que as meninas têm personalidades diferentes, e o humor que vêm de cada uma tem a ver com quem elas são. Seja por ser rata de livros, hiperartivas, tranquilas ou seja lá o que forem, cada uma delas têm espaço para crescer e fazem parte da trama – as escolhas delas ajudam a história a caminhar, e por ser fundamentada em quem elas são essas personagens a revista fica muito mais interessante.

Lumberbadge01

Lumberjane toca também na descoberta da sexualidade que acontece nessa fase da vida adolescente. Duas das protagonistas desenvolvem um romance muito bonitinho, e as criadoras conseguem passar a descoberta desse sentimento de maneira muito bonita e delicada. A maneira como a temática lésbica é abordada na série é muito interessante, e apresenta o relacionamento das duas de maneira natural – do jeito que deveria ser sempre todos os dias pra sempre. 😉

Se essa capa não é uma analogia à vagina, eu não sei o que é.

Se essa capa não é uma analogia à vagina, eu não sei o que é.

A série foi um sucesso lá fora, e cultivou uma fan-base na internet antes mesmo de ser lançada. Por aqui você consegue ter acesso à HQ através do site Comixology (obrigada, deusa, pela existência dessa maravilhosa máquina internética de acesso à quadrinhos lindos).

Então, fica a dica: se você procura girl power, história divertida, desenvolvimento de personagens, muita ação e chute de bundas de yetis falantes, Lumberjanes é definitivamente pra você. E se alguém precisa de uma ajuda pra exigir que as distribuidoras nacionais lancem um encadernado – tô aqui pra aumentar o coro.

Então bota a camisa flanelada e corre pra ler essa coisa linda. 😉

Screen Shot 2014-11-11 at 11.06.24 PM

%d blogueiros gostam disto: