Começo dizendo que foi o pisão mais gostoso que eu já levei na minha vida. Nas últimas duas-três semanas eu entrei no trem do hype e sentei na janela, mas a verdade é que antes disso eu só estava com muito medo de ver a estréia de uma protagonista feminina ter o mesmo tipo de narrativa de Batman v Superman ou Esquadrão Suicida. Não, eu não duvidava de Gadot ou de Patty Jenkins, eu duvidava da capacidade da DC de deixar a diretora fazer o que ela queria fazer. Eu sou a pessoa mais feliz do mundo em dizer que eu estava errada e que Mulher-Maravilha é, de fato, maravilhoso – é só ler a minha crítica para provar.

Mas Mulher-Maravilha também pisou com muito gosto em cima dos que acreditavam que, por ser uma protagonista feminina e por ser uma diretora, o filme não tinha como ter sucesso de bilheteria, nem de crítica nem de público – e MM foi os três.

Se os especialistas inicialmente esperavam 83 Milhões de Dólares no final de semana de estréia, Mulher-Maravilha fez 100 Milhões só nos Estados Unidos – 223 Milhões de dólares globalmente. Os 100 Milhões quebra o recorde antes conseguido por uma diretora nos EUA, Sam Taylor-Johnson com 50 Tons de Cinza havia feito 93 Milhões. Ele também deixa Mulher-Maravilha na frente de Thor e Capitão América: O Primeiro Vingador.

Para os que continuavam a acreditar que mulher não vai ver filme de ação/herói, MM entregou prova definitiva de que eles não sabem do que estão falando. Filmes de super-heróis geralmente ficam na casa dos 60% para o público masculino, Mulher-Maravilha alcançou 52% de público feminino. Olha só, parece que nós estamos realmente gastando dinheiro com produtos que nos representam. QUEM DIRIA NÃO É MESMO?

No Rotten Tomates, site que junta as críticas tanto de público quanto dos críticos profissionais, Mulher-Maravilha  está com 93% de aprovação do público, 94% de aprovações dos críticos e também 94% de aprovações dos Top Critics. Essas porcentagens colocam MM ao lado de O Cavaleiro das Trevas e Homem de Ferro, e na frente de todos os outros filmes de Super-heróis produzidos até hoje. Eu sei que tem homem chorando pelo twitter que “Rotten Tomatoes não tem respaldo”, mas o site reune o parecer de profissionais da crítica especializada, se eles não tem respaldo, com certeza não é youtuber que tem. E não, você não precisa concordar com todas as porcentagens do site – eu discordo de algumas, mas você também não precisa achar que só porque não tá de acordo com o que você acha, é inválido.

Teve muito homem chorando os números que Mulher-Maravilha fez – inclusive alguns fãs da DC, que por Diana eu não consigo entender, reclamando que os críticos gostaram de MM, mas continuam achando o Universo Cinematográfico da DC até então, ruim. Teve crítico falando que o filme tem homenxplicação, para aí explicar para a gente o que é homenxplicação e porque o filme não pode ser considerado feminista. Teve também aquele moço que mandou um e-mail pro prefeito de Austin – TX reclamando sobre a sessão exclusiva do filme. Parece que as pessoas pagam a internet pra passar vergonha.

No fim, Diana sapateou em cima de todo mundo e colocou um pontinho de esperança de que o futuro da DC nos cinemas pode ser um pouco mais vivo, que ele pode ser tudo aquilo que a gente sonha que ele seja.

%d blogueiros gostam disto: